quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Vou mudar de casa....outra vez!!

Efectivamente mais valia comprar uma auto caravana, ou então desfazer-me da mobília e todas as cangalhadas que lá tenho em casa e, em caso de mudança, era só fazer uma malinha básica.

No entanto, e como não é isso que acontece, estou há um mês a planear mentalmente como vai ser a mudança: "bem, se a cada dia vagar um armário ou assim, chego à data marcada e já está tudo pronto"; "primeiro embalo o aparador da sala...depois vou ao quarto verde...entretanto embalo o quarto Dela..."
e perguntam vocês " e então afinal, o que já embalaste?"

AAAIIII...até segunda-feira passada (bendito feriado) não tinha embalado nem um alfinetinho...nada...nadinha...

E vocês voltam a questionar: "Mas e quando é a mudança?"

AAAIII...SÁ BA DO (se bem que fui informada que talvez o transportador não vá poder fazer a mudança).

Então vamos lá ver, se ainda não tinhas embalado nada até segunda-feira, e a mudança pode já não ser no Sábado, isso é maravilhoso e até calha bem...

NNAAAAAOOOO porque eu e o Parolo somos umas máquinas e já embalamos imenso (se bem que de noite enquanto dou de mamar à minha Delicinha só penso que ainda falta TUDOOO).

Em suma: 
* tenho a casa num 8, caixas por toda a parte; 
* tenho ainda imensas coisas por arrumar que me tiram o sono (ou tirariam se dormir se eu não fosse uma soneca, se bem que há 6 meses que não durmo, lala); 
* o transportador ainda não confirmou que vai no sábado; 
* tenho que entregar a casa em breve; 
* estou a ficar doidaaaaaa!!! 

HEEEELPPP!!!

Update Cunhadal

... N A D A ...silêncio absoluto...

Regresso ao trabalho

A sensação de a tirar do berço a dormir...cedo...demasiado cedo, sair de casa e ir para o carro...foi avassaladora. Se bem que sabia que iria leva-la para a minha mãe e que ela ficaria muito bem entregue, o meu coração estava apertadinho e as lágrimas caiam pela cara abaixo.
Custou muito, mas rapidamente me resignei ao facto de que tenho e que trabalhar e que não posso ficar a 100% com ela. Resta-me a certeza que ela está bem e que os meus pais são uns Super Avós que lhe dão montes de miminhos.
O bom disto tudo é que quando entro em casa dos meus pais e ela me vê, ui...fica maluca a rir ansiosa para que eu pegue nela, ora como eu estou ansiosa por o fazer, agarro-a e não há quem nos separe :D